O que configura uma holding?

Compartilhe esta publicação:
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email

A expressão holding é derivada da expressão inglesa “to hold”, que em português significa segurar, deter, manter ou agarrar. 

Logo, empresas holding têm como objetivo controlar e gerenciar ações em empresas sócias, detendo seus bens e propriedades. 

Sendo assim, esse tipo de empresa atua como cotista ou acionista em subsidiárias, organizações que são gerenciadas por holdings e possuem patrimônio composto por diversas sociedades. 

Ainda que não tenha uma legislação específica, a holding se enquadra na Lei n°6404/76 que aborda sociedades por ações. Seu conteúdo especifica que é possível abrir uma empresa que participe de outros negócios.

Quais são as funções de uma holding?

Uma holding é caracterizada como empresa principal. Dessa forma, é responsável por tomar decisões e gerenciar empresas subordinadas. 

O principal objetivo da holding é regular as outras empresas que fazem parte da sociedade, unindo as decisões do grupo empresarial e promovendo uma gestão mais centralizada e estabilizada. 

Quais são os tipos de holding?

Hoje em dia, existem diversos tipos de holding. As mais conhecidas são: 

  • Pura: quando o objetivo é a participação da empresa em outras sociedades 
  • Mista: onde há objetivo de exercer alguma atividade empresarial, além da participação nas sociedades 
  • Patrimonial: prepara e antecipa heranças e protege os bens pessoais do dono 
  • Administrativa: melhora o controle gerencial da empresa e a tomada de decisões 
  • Controle: controla a atividade de uma ou mais empresas, garantindo a gestão do próprio negócio 
  • Participação: há apenas uma pequena participação na sociedade, de acordo com o interesse dos sócios
  • Familiar: controla o patrimônio de uma ou mais pessoas da mesma família 

Quais são as vantagens desse modelo? 

Alguns dos benefícios mais comuns são economia no pagamento de impostos, planejamento sucessório e facilidade na declaração de imposto de renda. 

No caso da holding patrimonial, também há a vantagem da redução de custos. Com a junção de várias empresas do mesmo grupo, é possível implantar estratégias administrativas que visam a redução de custos operacionais. 

Atuar como holding permite que a empresa tenha acesso facilitado ao capital com custo reduzido, aumentando a garantia com os credores. 

No setor de imóveis, por exemplo, caso a empresa se torne holding, é possível comprar e vender imóveis com o valor de impostos reduzidos em comparação com a situação de uma pessoa física. 

Não podemos esquecer de citar a economia com tributos. No IR, por exemplo, se a empresa pagar 15,83%, uma pessoa física pagaria 32% do mesmo imposto. A mesma situação também pode ser aplicada no ganho de capital, que apresenta redução de até 9,07% para esse tipo de empresa.